ASM Energia aposta na eficiência energética

  • On 9 Setembro, 2015

A ASM Energia está em fase de implementação de medidas para aumentar a sua eficiência energética. Através de medidas eficientes, pretendemos diminuir custos bem como, a nossa pegada ecológica, contribuindo assim para um mundo mais limpo.

“A energia é um elemento indispensável para o funcionamento das empresas, sendo a sua boa utilização fundamental para garantir a competitividade destas. Assim, o Sistema de Gestão dos Consumos de Energia (SGCIE) é uma medida regulada pelo DL 71/2008 que visa a promoção da eficiência energética e monitorização dos consumos em instalações industriais Consumidoras Intensivas de Energia (CIE).”

Tendo como objectivo a redução contínua dos consumos e o foco eficiência, a ASM Energia tem investido ao longo dos últimos quatro anos em medidas de racionalização energética, tendo sido feito ao longo de 2015 o maior investimento de aproximadamente 175.000,00 Euros.

Entre as medidas destacamos as de maior impacto:

  • Substituição de máquinas antigas por máquinas mais eficientes,
  • Substituição da central de ar comprimido, por uma central mais eficiente;
  • Instalação de iluminação natural na cobertura industrial;
  • Auditoria Energética e Instalação de SGCE (Sistema de Gestão de Consumos de Energia) – projeto “Menos Energia Mais Eficiência” promovido pela AIP (Associação Industrial Portuguesa).
  • Formação aos colaboradores nas áreas de:
    • Eficiência energética;
    • Elaboração de Planos de ação de eficiência energética;
    • Interpretação e implementação da NP EN ISO 50001;
    • Qualificação de Auditores Internos;

Depois de implementadas todas as medidas para este ano, prevê-se para o próximo ano uma redução de 412.447,40KWh (88,6TEP) no consumo de energia, o que equivale a uma redução de 18,6%, à semelhança do ano de 2014.

Seguindo a política da ASM Energia, este investimento permite-nos igualmente reduzir o nosso impacto ambiental em 41.6 Tco2, contribuindo assim ano após ano para um planeta mais sustentável.

 1

0 Comments